Capa >> Dicas Úteis >> Conheça a Cidade de Bath e suas atrações: As Termas Romanas, Pulteney Bridge, o Royal Victoria Park e muito mais

Conheça a Cidade de Bath e suas atrações: As Termas Romanas, Pulteney Bridge, o Royal Victoria Park e muito mais

Espero que o meu marido – que, além de bonitão é um excelente fotógrafo – não leia esta matéria. Caso contrário, certamente ficará mais convencido do que já é. Mas eu não encontrei outra forma para começar a falar sobre Bath – uma pequena cidade pertinho de Londres – senão publicando uma de suas melhores fotos (Pulteney Bridge, o cartão postal da cidadezinha). Afinal, todas as fotos valem mais do que mil palavras.
Eu sempre imaginei que o interior da Inglaterra fosse muito bonito. Pelo menos era o que víamos nos filmes. Mas Bath, considerada patrimônio cultural da humanidade, realmente nos surpreendeu. A pequena cidade, localizada a pouco mais de cem quilômetros de Londres, às margens do Rio Avon, é lindíssima! Mas, talvez a melhor palavra que descreva Bath não seja lindíssima, mas sim “graciosa”, já que são os seus pequenos detalhes e os jardins bem cuidados que dão o toque tão especial ao lugar.
Imagine uma cidade especialmente bem cuidada, muito arborizada e florida, cheia de jardins lindos, parques tranquilos, onde as pessoas passam o dia descansando e fazem pic nic com a família e tomam café sentadas em barzinhos com mesinhas na calçada.A sensação que se tem em Bath é que o tempo parou. Até a arquitetura da cidade – influenciada pela ocupação Romana – nos remete à séculos passados.
Muito embora dê vontade de conhecer a cidade inteira, detalhe por detalhe, e tirar milhões de fotos de cada floreira, como a maior parte dos turistas, que passa apenas algumas horas ou o dia em Bath, tivemos que escolher alguns pontos principais para visitação: o Royal Victoria Park, o Parade Gardens, as Termas Romanas, a Pulteney Bridge e a Abadia de Bath. 

O Royal Victoria Park, inaugurado em 1830 em homenagem à rainha, é deslumbrante. É lógico que o seu ponto forte são os jardins, sempre floridos e maravilhosos. Mas o parque, que tem 231.000 metros quadrados, oferece diversas opções de entretenimento, para jovens e adultos, como pista de skate, quadras de tênis, boliche, um campo de golfe com 18 buracos, playground para as crianças e um jardim botânico de mais de 36.000 metros quadrados. 

 O Parade Gardens, localizado às margens do Rio Avon, é o parque mais popular de Bath e atrai tanto residentes como visitantes, que aproveitam os dias de sol para fazer um pic nic, com a melhor vista da Robert Adams Pulteney Bridge.
Infelizmente, não tivemos a oportunidade de conhecer as Termas Romanas, que estavam fechadas. Mas a informação que nos passaram é de que as Termas Romanas são o ponto turístico mais importante da cidade. As termas propriamente ditas se situam abaixo do nível da rua e os edifícios construídos na origem de seu descobrimento são divididos em quatro grupos, entre os quais estão: o “Manancial Sagrado”, o “Templo Romano”, as próprias “Termas romanas” e a “Casa Museu”. Estas estruturas, que situam ao nível da rua, datam do século XIX. 

Embora não seja permitido se banhar nas Termas Romanas, na cidade existe um Spa chamado Thermae Bath Spa, que oferece uma série de tratamentos, que incluem banhos onde são utilizadas as mesmas águas as Termas Romanas (http://www.thermaebathspa.com/). E o melhor disso tudo, é que as piscinas do Spa estão localizadas no último andar de um edifício de Bath (terraço) , onde é possível apreciar a vista maravilhosa da cidade enquanto relaxamos.
Como eu havia mencionado, Bath está localizada às margens do Rio Avon. E, ao lado da Pulteney Bridgne, bem em frente ao Parade Gardens, existe um pier de onde saem alguns barcos que fazem um passeio gostoso pelo rio. É uma forma deliciosa de conhecer as belezas de Bath.

2 comentários

  1. Nossa, Bath é linda demais!! Sò passei poucas horas por lá, mas certeza que quando voltar a Inglaterra, visito de novo, com mais calma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*