Capa >> Dicas Úteis >> Dahab, a flor da Península do Sinai (Egito)

Dahab, a flor da Península do Sinai (Egito)

Conhecer Dahab, uma pequena cidade localizada na Península do Sinai, Egito, foi uma das experiências mais interessantes que eu já tive. Primeiro porque eu adoro viajar para destinos exóticos, lugares distantes e pouco frequentados. E Dahab, definitivamente, é um destes lugares.
Embora a maior parte dos visitantes parta da Cidade do Cairo, que fica a 610 quilômetros de Dahab, nós atravessamos a fronteira do Egito com Israel, localizada no balneário de Eilat (outro destino maravilhoso!). Na cidade de Taba – que fica a pouquíssimos metros da fronteira – pegamos o táxi que me levaria até Dahab. E, depois de mais ou menos três horas de viagem em um Mercedes antigo de três fileiras de bancos, absolutamente lotado de passageiros de todos os tipos, que comiam tâmaras de forma barulhenta e se divertiam ao som de músicas árabes ensurdecedoras, chegamos ao nosso destino.

Ufa! Foi realmente uma longa viagem, já que o motorista parava em todas as praias para pegar ou deixar os mochileiros e aventureiros de plantão.

Dahab é uma cidade pequena, quase um vilarejo, completamente diferente de Sharm El Sheik, balneário famoso também localizado na Península do Sinai. Ao contrário do que acontece em Sharm El Sheik, com seus grandes e badalados resorts, a sensação que se tem em Dahab é de que voltamos ao passado já que a modernidade e a tecnologia passaram longe da cidade. 

Assim que chegamos, fomos abordados pelos comerciantes locais, que nos indicaram algumas pousadas e hotéis. Como não tínhamos feito qualquer reserva ou mesmo obtido informações sobre hotéis e restaurantes, escolhemos uma pousada muito “aconchegante”. Para se ter idéia do lugar, no quarto havia apenas dois colchões, sem lençóis ou travesseiros, recheados de algo que parecia palha. E este era o quarto. A água do chuveiro era horrível, extremamente salgada. E o preço da diária não ultrapassava US$ 5,00. Confesso que, independente da falta de conforto, a nossa estadia foi muito divertida.

Como a cidade é muito pequena, e tem basicamente duas ruas – a rua beira mar, que é uma passarela onde estão localizados os barzinhos e cafés, e a rua prinicipal onde concentra-se o comércio local – imaginamos que todos os hotéis fossem iguais os nossos.Mas, para nossa surpresa, do outro lado da cidade existiam hotéis maravilhosos, como o Le Meridien Dahab Resort (http://www.lemeridiendahab.com) e o Hilton Dahab Resort (http://www3.hilton.com/en/hotels/egypt/hilton-dahab-DHBHITW/index.html). E a melhor parte (ou pior para nós que estávamos hospedados em uma pousada aconchegante)? O preço das diárias é excelente, cerca de US$ 70,00.Dahab definitivamente não é um destino para crianças. As sua praias, banhadas pelo mar vermelho de cor azul turquesa atraem apenas os turistas mais aventureiros e praticantes mergulho já que, em Dahab está localizado um dos pontos mais legais de mergulho, o Blue Hole. Além disso, como o vento é muito forte, Dahab é o paraíso dos windsurfistas.O Blue Hole é uma espécie de caverna submarina com mais de 130 metros de profundidade, que tem suas paredes revestidas de corais das mais diferentes formas, passagens estreitas e profundas. A vida marinha no local é muito rica e atrai mergulhadores do mundo inteiro, inclusive os Free Divers, que mergulham sem oxigênio, o que torna a Blue Hole um dos locais de mergulho mais perigosos do mundo.Infelizmente eu não tive a oportunidade de mergulhar já que ficamos pouco tempo em Dahab. Mas existem diversos centro de mergulho que alugam os equipamentos e promovem saídas em grupo para o Blue Hole: http://www.h2odiversdahab.comhttp://blue-immersion.org e http://www.blackrockdivecentre.com/site/.

Para quem não gosta de mergulhar, existem diversas opções de passeios, seja a camelo ou a cavalo.  E como a praia fica muito próxima às montanhas do deserto, o que faz com que o  contraste do azul do mar com o dourado das montanhas  torne a paisagem de Dahab maravilhosa, passeios como estes são muito legais. A Horseriding Dahab (http://www.horseriding-dahab.com) promove passeios à cavalo que incluem um jantar com os beduínos ou uma noite inteira no deserto. O Blue Beach Club também promove passeios pela costa e pelos vales, além de aulas de equitação (http://www.bluebeachclub.com/activities/horse-riding/).

Além disso é possível fazer um passeio até o Monte Sinai, local onde Moisés recebeu as Tábuas da Lei de D-us, onde os visitantes vão assistir ao por do sol mais lindo de suas vidas, seguindo por uma visita ao St. Catherine’s Monastery (http://www.bluebeachclub.com/activities/desert-safaris-trips/).

Se a sua idéia é relaxar, os bares e cafés são a melhor opção. Em estilo rústico, com mesas baixas, almofadas e tapetes estendidos por todos os lados, é possível relaxar a beira bar. E, para quem gosta, não há lugar melhor para uma rodada de narguile!

Mas se você está planejando uma visita ao Egito, fique atento as manifestações políticas no país e aos alertas de viagem emitidos pelas embaixadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*