Capa >> Destinos >> América do Sul >> O que fazer em Ushuaia: Canal de Beagle, Cerro Castor, Lagos Escondido e Fagnano e Museu do Fim do Mundo

O que fazer em Ushuaia: Canal de Beagle, Cerro Castor, Lagos Escondido e Fagnano e Museu do Fim do Mundo

Quando decidimos viajar para a Patagônia, pesquisamos bastante sobre o que fazer em Ushuaia . Até entramos em contato com uma agência especializada naquela região, chamada Experience Patagônia, que nos ofereceu uma infinidade de opções bacanas de passeios (por preços muito maiores do que os praticados por lá), sem, no entanto, mencionar que só seria possível curtir algumas das atrações de Ushuaia e El Calafate em determinadas épocas do ano já que dependem da neve. E, como tínhamos apenas uma semana livre em Setembro, não nos preocupamos se viajaríamos no verão ou inverno ou se estaria nevando em Ushuaia. Na verdade, acreditamos nas indicações e no planejamento feito pela empresa de turismo. O fato é que por sorte (muita sorte mesmo!) conseguimos aproveitar o finalzinho do inverno e ainda pegamos alguma neve em Ushuaia, principalmente nas montanhas. Mas alguns passeios, como o trenó puxado pelos cachorros, não estavam mais disponíveis já que a parte baixa da cidade não tinha neve alguma.

Portanto, antes de viajar para a Patagônia, é importante pesquisar bastante e escolher quais são os passeios mais legais, principalmente para as crianças, para só então decidir a época da viagem. Se fôssemos novamente para lá, certamente escolheríamos o mês de Agosto, quando o inverno é mais rigoroso, mas é possível aproveitar muito mais a cidade de Ushuaia. Mesmo porque, as crianças adoram a neve!

De qualquer forma, tivemos a oportunidade de curtir bastante a cidade.

Como chegamos em Ushuaia na hora do almoço e ficaríamos por lá apenas três dias, aproveitamos o resto do dia para fazer um passeio de barco pelo Canal de Beagle. Confesso que foi uma escolha muito infeliz, já que o dia estava horrível, frio demais e chovia sem parar. E. embora o catamarã onde viajamos fosse bem grande, o mar estava super agitado, o que fez com que a minha viagem fosse um show de horrores. Pelo que eu havia lido, neste tipo de passeio, logo que o barco sai do porto é possível ter uma vista linda de Ushuaia e das montanhas. Imagino que durante o inverno, quando a neve cobre todas os telhados de Ushuaia, a vista deva ser maravilhosa. Além disso, o barco – que navega por cerca de 2:30 horas – passa pela Ilha de Los Lobos, onde é possível ver uma infinidade de lobos marinhos em seu habitat permanente, pela Ilha de Los Pájaros, habitat de Cormorões de Magalhães e Imperiais – um pouquinho sem graça – e pelo Farol Les Eclaireurs, situado no arquipélago de mesmo nome, onde naufragou o barco Monte Cervantes no ano de 1930. O cenário é realmente deslumbrante e acredito que o passeio seja incrível quando feito em um dia de sol.

Na calçada em frente ao porto (centro de Ushuaia) existe uma série de empresas que oferecem este mesmo passeio. Alguns catamarãs são maiores, outros oferecem uma lanchonete em seu interior (com pouquíssimas opções de lanches), mas a maior diferente entre elas é a possibilidade de desembarcar nestas ilhas por cerca de 10 minutos. Como não sabíamos deste fato, escolhemos a Tolkeyen Patagonia Turismo, mas infelizmente escolhemos mal. Nosso barco apenas parou em frente as ilhas, por poucos minutos. E, como estava chovendo bastante, mal conseguimos nos equilibrar na parte de fora do barco. Portanto, vale a pena pesquisar um pouco antes de comprar. Mesmo porque, a diferença de preço entre uma empresa e outra não e muito grande.

Além disso, como a cafeteria do barco não é muito boa, vale a pena levar um lanche – especialmente se estiver viajando com crianças – , já que o passeio é bem longo.

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Como as nossas fotografias ficaram todas em tons de cinza, por causa do mau tempo, comprei o DVD de uma fotógrafa que trabalha dentro do catamarã, registrando o passeio dos turistas. Então, decidi postar estas fotos para que vocês tenham uma idéia de como este passeio pode ser bacana, desde que feito em um dia de sol e com o mar calminho.

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

No nosso segundo dia de viagem também pegamos um pouco de chuva. Mas como as crianças estavam loucas para conhecer a neve, unimos o útil ao agradável, e fomos passar o dia na Estação de Esqui Cerro Castor. Ou seja, a chuva virou neve! E ficamos todos felizes.

Chegar em Cerro Castor não é muito fácil já que a estação fica fora do perímetro urbano de Ushuaia, a 26 quilômetros do centro da cidade. Mas pelo que percebemos, todos os hotéis vendem este traslado, que nos custou $ 624 pesos (aproximadamente US# 73,00 se o câmbio for oficial e US$ 44,00 no câmbio paralelo), para quatro pessoas, ida e volta. Infelizmente, tivemos problemas na volta, já que o motorista do ônibus informou que a saída seria em um determinado horário e partiu trinta minutos antes. Por sorte, o motorista de um outro ônibus nos levou para o hotel sem custo. Caso contrário, gastaríamos bastante com o taxi.

Para esquiar em Cerro Castor, além do valor correspondente a locação do equipamento (que não inclui capacete, óculos e luvas), é preciso comprar um ingresso (passe) que permite que o visitante passe o dia todo esquiando. Como nunca tínhamos esquiado, resolvemos alugar os equipamentos para a família inteira e acabamos comprando as luvas na Popper, uma rede bastante conhecida em Ushuaia, que mantem uma lojinha na estação de esqui. Gastamos exatos 1.000 pesos em luvas. Infelizmente, meu filho de seis anos não gostou da brincadeira e tivemos que carregar seus esquis durante o dia todo. Ou seja, antes de alugar – e gastar dinheiro – com o material, certifiquem-se que as crianças vão gostar da brincadeira. Porque descer até a base para devolver tudo dá um trabalho enorme!

O valor dos ingressos e da locação dos equipamentos varia de acordo com  a temporada e podem ser encontrados no site do Cerro Castor.

Embora existam cinco restaurante em Cerro Castor, conhecemos apenas um deles, o 480, um restaurante enorme e lotado, estilo bandejão, que tinha uma comida horrorosa! Um prato de bife a milanesa (fininho e duro, como sola de sapato) com batatas fritas e macarrão (tudo no mesmo prato), uma gelatina e uma garrafinha de água custaram 421 pesos. Considerando a qualidade da comida, eu achei  400 pesos por pesos por pessoa uma fortuna.

A estação de esqui oferece ao todo, 28 pistas para todas as idades e habilidades. Existe até uma escolinha para as crianças pequenininhas! Nós só brincamos na pista de iniciantes e confesso que já foi bem difícil.

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

No terceiro dia de viagem, fizemos o passeio que considerei o mais bacana em Ushuaia: Um passeio de 4×4 para conhecer os Lagos Escondido e Fagnano. Existem muitas empresas que fazem este passeio e os preços praticados por elas costumam ser bem parecidos. Nós escolhemos a Rayen por indicação do pessoal do hotel. Quando o carro veio nos pegar e descobri que não faríamos o passeio em um Land Rover, mas em um 4×4 mais convencional (e mais confortável também!) fiquei um pouco frustrada. Na minha cabeça, o Land Rover tinha jeitão de aventura. Mas, ao final, nosso passeio não poderia ter sido melhor. O nosso guia foi o Walter Moreno Black, um rapaz super simpático, que fez de tudo para que o nosso passeio fosse maravilhoso.

O que fazer em Ushuaia

Logo que saímos de Ushuaia, paramos por alguns minutos no Centro Invernal Terra Mayor. Embora as crianças tenham brincado um pouco com os cachorros, acredito que esta parada tenha sido estratégica, para que pudéssemos usar o banheiro, comprar uma garrafinha de água ou alguma guloseima, já que em Setembro todas as atrações deste local estão suspensas por causa da falta de neve. Durante o inverno, o Centro Invernal Terra Mayor deve ser bem divertido, principalmente para os pequenos andarem nos trenós puxados pelos cachorros.

Centro Invernal Tierra Mayor

Centro Invernal Tierra Mayor

 Saindo de lá, pegamos a estrada em direção ao mirante Paso Garibaldi, de onde é possível avistar os Lagos Escondido e Fagnano. Conforme a altitude aumentava, a neve foi ficando mais densa, a paisagem muito mais bonita e as crianças – que não estavam muito interessadas nos lagos – loucas para brincar na neve.  E como o nosso guia era realmente muito bacana, ele encostou o carro à beira da estrada em um pequeno bosque, totalmente coberto de neve e com uma cachoeira linda. Ficamos por lá quase trinta minutos, rolando na neve. Para as crianças, foi o ponto alto do passeio.

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

 

O que fazer em Ushuaia

Logo depois de avistar os lagos, voltamos à estrada rumo ao Lago Fagnano. Pegamos uma estradinha com cara de trilha, super bacana, cheia de neve, lama, subidas e descidas. Nesta estradinha, paramos novamente para conhecer uma das muitas represas construídas pelos castores da região. Infelizmente, todos os bichinhos estavam escondidos, já que eles costumam trabalhar a noite.

Passados poucos minutos chegamos à margem do Lago Fagnano. O lago é enorme e a vista das montanhas ao seu redor é maravilhosa. O 4×4 percorreu a margem do lago por alguns minutos, fez manobras radicais e chegou a entrar por completo no lago para cruzar troncos e pedras que impediam a nossa passagem. Éramos sete pessoas no carro, todas com medo da água que batia no meio da porta. Depois do susto, fizemos mais uma paradinha para o lanche. Comemos os melhores alfajores de toda a nossa vida, sentados à beira do lago.

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Este passeio dura em média oito horas e inclui um almoço em um dos centros invernais de Ushuaia. Almoçamos no Valle de Lobos, em uma casa de madeira super charmosa, aquecida por uma salamandra de ferro. Comemos pães, queijos, frios, frango e cordeiros assados na churrasqueira, além de um vinho tinto argentino delicioso! O passeio custa 800 pesos por adulto e 400 pesos por criança e vale cada centavo.

No último dia, como o nosso voo partia de Ushuaia as 14:00 horas, decidimos conhecer a Prisão do Fim do Mundo (Cárcel Del Fin del Mundo), um antigo presídio transformado em museu. Na verdade, queríamos apenas carimbar os nossos passaportes da lojinha de presentes localizada dentro do museu (já que chegamos a Ushuaia através de Buenos Aires e não passamos pela imigração), mas acabamos conhecendo todos os pavilhões do presídio. De interessante mesmo, só o pavilhão do presídio, que foi mantido em seu estado original e retrata de forma fiel como os presos viviam – e congelavam – naquele lugar. Se soubéssemos que o passeio não era tão legal, teríamos conhecido o Parque Nacional da Terra do Fogo e o Trem do Fim do Mundo. Mas aí teríamos ficado sem o nosso carimbo, que é lindinho! Mas o fato é que já temos muitos motivos para voltar para Ushuaia…

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*